sexta-feira, 10 de julho de 2015

Não sei o que dizer.



     Oi, só mais um, assim seco, sem me fazer perguntas, sem me julgar. Não, eu não sei o porquê pra ti falar a verdade, agora eu não sei de nada. Está tudo confuso, está me deixando enjoada, tudo isso, toda essa situação. Você pede explicações, mas dessa vez eu não consigo justificar o que fiz, não consigo digerir. Ou simplesmente não sei o que dizer.
   Como todas as outras vezes eu deveria fazer um resumo, pensar bastante, talvez fazer um sms explicativo, seria mais fácil do que  te jogar tudo isso, antes de cuspi verdades exageradas na sua lata, ou melhor  na sua cara de pau.
    Não tem como apagar e superar tudo, você sabe disso. Mas por mais que isso machuque nós dois eu só quero uma folha em branco novamente para poder escrever essa história. Não irei me iludir e colocar um ponto final, um "felizes para sempre" irei ser realista, e nessa história você terá defeitos assim como eu, assim como nossa história, ou melhor minha.
     Só quero que tudo seja morno, calmo assim como eu, ninguém gosta de nada morno, mas eu, eu gosto, nem muito frio, nem muito quente. Assim como a realidade. Assim como você.