domingo, 24 de agosto de 2014

Amor agora levado.

  
  

    

Logo o deles, que parecia impossível de acabar, mas as vezes as coisas não são o que parecem, não é mesmo !

Será o que e ? Será um pouco mais de amor, mais carinho, o que será.

Amores carregados, encostados, dentro do armário esquecido não duram para sempre.

Triste amor. Que acabou, não sei porque, sem mais delongas. Entristeceu o coração, que por fim adormeceu.

Amor levado cansa meu bem. Se não sabes o que é amor levado vou lhe contar.

Aquele amor, com mil e uma promessas, pesado, realmente levado, como malas nas costas, para não magoar quem vai a frente da caminhada. Como gigantes elefantes.

Coitados, talvez decidiram acabar logo com o circo.

Doeu, claro que doeu, como não. Fizeram promessas, cumpriram algumas, outras deixaram de lado. Passaram a maioria das noites e madrugadas juntos, souberam segredos um do outro. Escutaram as músicas favoritas um do outro. Como não doer.

Mas tudo que e falso acaba um dia. Talvez eles não se deram conta do que estavam falando, no momento em que falaram " Eu te amo". Mas uma vez como mentira. 

Mas isso irá passar, o vento levará. E tudo adormecerá. E aí então outro amor surgirá. Talvez. Verdadeiro.