segunda-feira, 12 de maio de 2014

Eu Li : Tomara que seja amor



Tomara que ela saiba o que fazer quando você contar uma de suas piadas sem-graça. E que ela não te frustre ao dizer que você deveria parar de tentar ser engraçado. Tomara que ela veja que as covinhas na sua bochecha enquanto você fala fazem tudo valer a pena. Até a falta de riso. Tomara que ela veja isso.

Tomara que ela entenda seus ciúmes quietos. Sua mania de fechar a cara e fazer bico, mas não admitir por nada que o problema é o colega de trabalho que liga demais. Tomara que ela encontre as partes do seu corpo que mudam seu humor. E que descubra que um carinho na sua orelha faz desaparecer qualquer braveza.

Tomara que ela saiba fazer uma massagem melhor do que aquela que eu fazia. Que te abrace sempre que der. E que vá tarde da noite para a sua casa quando você ligar dizendo que está com saudade. Tomara que ela descubra logo como você gosta de surpresas. E como ama ser surpreendido em madrugadas vazias.

Tomara que ela entenda suas tristezas. E que ela saiba te deixar chorar saudades que você nunca vai superar. Tomara que ela entenda seus dias de mau humor, suas vontades repentinas de não sair e seus silêncios angustiantes sentindo falta das partes de si que foram e não voltam. Tomara que ela não fique sabendo que uma parte de ti ainda me ama.

Tomara que ela goste das suas comidas. Que não faça o tipo “modelete” que não come nada para manter o corpinho. Tomara que ela entenda que você gosta é de quem se esbalda sem culpa e aproveita a vida. Porque você curte mesmo é ter companhia na sua felicidade e de ter um riso leve ao lado das suas gargalhadas.

Tomara que ela segure sua mão como se não fosse soltar. E que ela saiba que você gosta mesmo é de pessoas que ficam. Porque já está cansado das pessoas que arrumam as malas e vão. Tomara que ela não desista. Que vocês não briguem tanto. E que tenham o suficiente para continuar juntos. Tomara que ela não seja como eu.

Tomara que as diferenças não sejam tantas. Tomara que vocês não batam tanto de frente. E que consigam ficar juntos para sempre. Tomara que ela te faça feliz e tomara que você saiba fazê-la feliz como me fazia também. E, de tudo o que eu te desejo na vida, isso é o mais importante: tomara, de verdade, que seja amor. Um pouquinho, um terço sequer do que era com a gente. Tomara que reconstrua as partes quebradas do seu coração. Porque, aí então, eu dormirei tranquila ao saber, amor, que te entreguei em boas mãos.

Autor :
 Karine Rosa é jornalista, tem 22 sonhos e um punhado de anos no coração. É uma aspirante à escritora, e eterna crente nas pessoas e no mundo. Dessas pessoas - loucas - que acham que o amor resolve tudo. Tudo. E vocês sabem que não é a primeira vez que posto uma crônica dela aqui no blog.