sexta-feira, 10 de julho de 2015

Não sei o que dizer.



     Oi, só mais um, assim seco, sem me fazer perguntas, sem me julgar. Não, eu não sei o porquê pra ti falar a verdade, agora eu não sei de nada. Está tudo confuso, está me deixando enjoada, tudo isso, toda essa situação. Você pede explicações, mas dessa vez eu não consigo justificar o que fiz, não consigo digerir. Ou simplesmente não sei o que dizer.
   Como todas as outras vezes eu deveria fazer um resumo, pensar bastante, talvez fazer um sms explicativo, seria mais fácil do que  te jogar tudo isso, antes de cuspi verdades exageradas na sua lata, ou melhor  na sua cara de pau.
    Não tem como apagar e superar tudo, você sabe disso. Mas por mais que isso machuque nós dois eu só quero uma folha em branco novamente para poder escrever essa história. Não irei me iludir e colocar um ponto final, um "felizes para sempre" irei ser realista, e nessa história você terá defeitos assim como eu, assim como nossa história, ou melhor minha.
     Só quero que tudo seja morno, calmo assim como eu, ninguém gosta de nada morno, mas eu, eu gosto, nem muito frio, nem muito quente. Assim como a realidade. Assim como você.

domingo, 18 de janeiro de 2015

Acordei




Gritei, falei chega. Vestir meu melhor vestido, caminhei até a bancada e comecei o meu texto de desculpas :
     " Me desculpe pelas percas de momentos que você só queria me fazer feliz, me desculpe pela vaidade estrema para você ser bonita, pelo menos na vista dos outros, e preocupações com opiniões alheias. Você é sem dúvida a melhor. Desculpa pelas oportunidades que você me deu e eu perdi. Fui trouxa em não ver o quanto você é maravilhosa. Vou lhe aproveitar ao máximo a partir de hoje".
Enviei por email que aliás já deve ter chegado. Pois você está me dando oportunidade desse novo ano ser cheios de oportunidades e chances de fazer diferença. Me desculpe por todas as brigas e mal entendidos em 2014 mas você continuou fome e forte junto a mim. E agora que realmente sinto você a mim posso lhe fazer mais feliz ainda.
Obrigado Vida por estar me dando ou até mesmo deixando ao meu lado tudo de essencial e jogando fora tudo que não presta. Obrigado.

domingo, 2 de novembro de 2014

Meu Cupido Morreu




    Quem é que gosta de serenatas feitas em janelas, com a lua cheia e rosas perfumadas ? - Me pergunto até se alguém já viu isso na vida real- Quem é que nunca ficou com vergonha quando alguém deixou no ar, que sentia alguma coisa por você ? Isso é tão constrangedor e vergonhoso. 

    Não sou mal amada ou algo do tipo, só não gosto de ter que aturar isso, E não poder vomitar quando falo sobre o assunto. 
    Acho, sinceramente, horrível quando vejo demonstrações de carinho em público, por que você tem que demonstrar o seu amor, pra alguma pessoa além de seu companheiro ? 
    O amor deveria vir com uma etiqueta dizendo : 
-  Não demonstre para estranhos, amigos ou familiares, demonstre a pessoa amada.

Eu agradeceria. 

      Não sou grosa, ignorante e arrogante, algumas pessoas até dizem que sou fofa, não que eu ache que eu seja fofa. Mas porque demonstrar amor em público quando se pode dizer palavras bonitas quando estiverem a sós ? Não que não goste de ver a felicidade no rosto das pessoas, mas quando elas estão se beijando, aí que não da pra ver nada mesmo. Eu adoro sair na rua e ver um sorriso bonito, mas beijos, beijos não são bonitos, quando não é você que estar sendo beijado. E nojento e estranhamente estranho. 

     Sim tenho certeza que meu cupido se suicidou assim que completei 10 anos.  Coitado não aguentou a pressão que é amolecer meu sofrido coração. Mas gente, quem diabos gosta de demonstrações de carinho ? Eu hein !  Quem daria todo por uma serenata ? Quem ama ser surpreendida por uma declaração de amor no meio de todos os conhecido ? Não é porque sou tímida que não goste disso, mas diria "não" se alguém me pedisse em casamento numa festa, num jantar com TODOS os familiares, com todos quero incluir aquela tia chata que sempre aparece nas festas, não leva presente, mas que leva todos os salgados para casa. 

  Acho que os tempos mudaram, ninguém quer ser brega, ninguém que ser romântica, ninguém que ser previsível, sabe ?  Acho que não flutuo como a maioria das meninas, sempre firme com os pés no chão e pensamentos longos e verdadeiros. E sinceramente me prefiro assim. Realista.  

  Mas quero avisar que : Gostaria realmente que alguém, Zeus, Deus, Afrodite, Jesus, Até Santo Antônio, me dessem um novo cupido, que tivesse a cara do Joe Jonas, por favor, prometo não machuca-lo, prometo me segurar para não botar o dedo na boca e fingir que irei vomitar quando ver um casal se beijando, prometo até entender os finais de comédias românticas da próxima vez que for ao cinema. Prometo até ler um livro do Nicholas Sparks, e assiste ao filme também. Mas por favor me deem um cupido bonzinho que não seja tão romântico e idiota.  

    Não me levem a mal, sei que ainda há meninas românticas e carinhosas que gostam disso, mas o pior que não existem mais Romeus. 
Então agradeço a Deus por ter uma pedra no lugar de um coração. Assim só me magoou com amigos, pessoas que esperaria algo, além do amor.  
Por que não o quero tão cedo. Me magoar com pessoas que juraram amor eterno.  
Preciso passar por realidades, mentiras deslavadas e sofrimento, não que eu prefira isso do que uma serenata, mentira eu prefiro, só que precisamos disso, precisamos do choque da dura realidade, mas junto vem um brinde, um estúpido e apaixonado cupido.  Que ainda estou esperando. 

Pelas minhas contas esse novo cupido que tenho em mãos já é o quinto. E eu espero que ele dure. Assim como meu ódio por serenatas.  

domingo, 24 de agosto de 2014

Amor agora levado.

  
  

    

Logo o deles, que parecia impossível de acabar, mas as vezes as coisas não são o que parecem, não é mesmo !

Será o que e ? Será um pouco mais de amor, mais carinho, o que será.

Amores carregados, encostados, dentro do armário esquecido não duram para sempre.

Triste amor. Que acabou, não sei porque, sem mais delongas. Entristeceu o coração, que por fim adormeceu.

Amor levado cansa meu bem. Se não sabes o que é amor levado vou lhe contar.

Aquele amor, com mil e uma promessas, pesado, realmente levado, como malas nas costas, para não magoar quem vai a frente da caminhada. Como gigantes elefantes.

Coitados, talvez decidiram acabar logo com o circo.

Doeu, claro que doeu, como não. Fizeram promessas, cumpriram algumas, outras deixaram de lado. Passaram a maioria das noites e madrugadas juntos, souberam segredos um do outro. Escutaram as músicas favoritas um do outro. Como não doer.

Mas tudo que e falso acaba um dia. Talvez eles não se deram conta do que estavam falando, no momento em que falaram " Eu te amo". Mas uma vez como mentira. 

Mas isso irá passar, o vento levará. E tudo adormecerá. E aí então outro amor surgirá. Talvez. Verdadeiro.

terça-feira, 1 de julho de 2014

Minha estrada.


                          


Quarta-feira me fizeram essa pergunta hoje e domingo, mais especificamente segunda, e eu ainda não sei a resposta ela me deixou pensativa e essa outra aqui : 
 " Que faculdade você vai fazer ?" Me deixa aflita. Tenho 14 anos e ainda não sei a resposta. Sim eu irei fazer faculdade, disso eu tenho certeza.  Mas qual.

Meu pai já sabe que pra medicina eu não vou, arquitetura talvez, história me encanta mas num pais que não valoriza professor que futuro vou ter ?   Então e melhor não.  

 Sei que dinheiro não e tudo na vida, mas eu preciso para sobreviver vai. 

  Quando tinha 6 anos eu queria ser modelo, quando tinha 10 queria ser pediatra, quando tinha 12 eu queria fazer moda. Mas agora não quero mais nada disso.  

   Só faltam 3 anos para me formar, e ir para a tão esperada e amedrontadora universidade. 3 anos para decidir qual estrada seguir. 

 Sei que todo esse caminho não vai ser nada fácil, vou ter que me acostumar com dificuldades, com tropeços, com pessoas querendo me derrubar, com desvios da vida. 

 Depois de muito pensar eu espero somente fazer algo que me deixe feliz, me deixe "relex". Se puder me deixar rica melhor(risos). Mas espero fazer algo que ajude os outros e que mude a percepção do mundo, Faltam 3 anos e isso não me assusta isso me dar coragem pra dizer que ainda tenho muito tempo, e que estou pronto pra tomar decisões mais difíceis que essa. 
Tudo que eu quero, e não me arrepender, não ser medrosa. E se eu alguns anos depois, bote anos nisso me arrepender, ou não ser mais feliz eu poder jogar tudo pra cima e voltar atrás . 

 Respondendo aquela perguntinha do começo do texto eu, ainda, não sei aonde quero chegar, mas quero passar pelo o caminho  da felicidade, enquanto isso. 
Mas e você aonde quer ir ? Aonde que chegar ? 

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Pensamentos De uma Vida Morna.

     

      Eu queria que a minha vida me levasse como uma folha no meio de um vendaval. Sinceramente queria ir para longe, não que na aquela minha árvore do dia a dia não era boa. Mas planejar outros sonhos, ter outras expectativas, por mas que elas me machucassem , me faziam bem. 
Sabia que ia doer. E que nem para isso eu teria que me desprender, teria que cair ficar no chão e esperar o vendaval vim. Iria doer feito choro de criança nos ouvidos mais doces, mas eu achava que iria ser por um futuro diferente.  
       Pois aquela mesmice já me doía fazia tempo. Todos os dias os mesmos ventos iam na minha árvore só me faziam balançar pra lá e pra cá, e o pior depois que passavam me deixavam como estava, parada. 
Acho que isso tudo só acontece por eu ser uma folha de grande sentimentos, mas eu juro, era e ainda sou leve, Sou levada por qualquer um que me faça sentir aquele som, aquele lindo som dos ventos, todos tem o seu,  uns mais bonitos e suaves, outros forte e estranho. 
       Mas tudo que eu queria era um VENDAVAL capais de ser forte o suficiente para me carregar pra longe sem tocar ao chão pelo ar. Flutuando. 
Quando ele chegou o meu vendaval. 
  Eu simplesmente falei :
-  Será que pode levar pra longe ? 

 E ele impressionado pergunta :

-  Porque quer ir embora ? Essa árvore tão linda, de frutos maravilhosos. 

Insistir :
-  Por favor ! Se me fizer sentir refresco. Se me fizer feliz eu já agradeço. 

E  com um sorriso no rosto o vendaval falou :
-  li levarei, mas isso vai fazer você se ressecar !  Eu prometo fazer de tudo para isso não acontecer, mas corremos o risco. Você aceita ? 

- Sim! Eu aguento as consequências ! Eu aguento. 

Pequena folha boba e ingênua que eu era. Aquele vendaval, só me levou, me ressecou e depois partiu com toda as minhas histórias que era dele também. Parecia simpático. Mas só me deixou com buracos. Fortes buracos. Agora eu só quero minhas velha árvore. Mas como, como voltar aquele topo. Como refazer aqueles amigos, como rever aqueles maravilhosos frutos. Como vou sentir outros ventos ? 

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Eu Li : Tomara que seja amor



Tomara que ela saiba o que fazer quando você contar uma de suas piadas sem-graça. E que ela não te frustre ao dizer que você deveria parar de tentar ser engraçado. Tomara que ela veja que as covinhas na sua bochecha enquanto você fala fazem tudo valer a pena. Até a falta de riso. Tomara que ela veja isso.

Tomara que ela entenda seus ciúmes quietos. Sua mania de fechar a cara e fazer bico, mas não admitir por nada que o problema é o colega de trabalho que liga demais. Tomara que ela encontre as partes do seu corpo que mudam seu humor. E que descubra que um carinho na sua orelha faz desaparecer qualquer braveza.

Tomara que ela saiba fazer uma massagem melhor do que aquela que eu fazia. Que te abrace sempre que der. E que vá tarde da noite para a sua casa quando você ligar dizendo que está com saudade. Tomara que ela descubra logo como você gosta de surpresas. E como ama ser surpreendido em madrugadas vazias.

Tomara que ela entenda suas tristezas. E que ela saiba te deixar chorar saudades que você nunca vai superar. Tomara que ela entenda seus dias de mau humor, suas vontades repentinas de não sair e seus silêncios angustiantes sentindo falta das partes de si que foram e não voltam. Tomara que ela não fique sabendo que uma parte de ti ainda me ama.

Tomara que ela goste das suas comidas. Que não faça o tipo “modelete” que não come nada para manter o corpinho. Tomara que ela entenda que você gosta é de quem se esbalda sem culpa e aproveita a vida. Porque você curte mesmo é ter companhia na sua felicidade e de ter um riso leve ao lado das suas gargalhadas.

Tomara que ela segure sua mão como se não fosse soltar. E que ela saiba que você gosta mesmo é de pessoas que ficam. Porque já está cansado das pessoas que arrumam as malas e vão. Tomara que ela não desista. Que vocês não briguem tanto. E que tenham o suficiente para continuar juntos. Tomara que ela não seja como eu.

Tomara que as diferenças não sejam tantas. Tomara que vocês não batam tanto de frente. E que consigam ficar juntos para sempre. Tomara que ela te faça feliz e tomara que você saiba fazê-la feliz como me fazia também. E, de tudo o que eu te desejo na vida, isso é o mais importante: tomara, de verdade, que seja amor. Um pouquinho, um terço sequer do que era com a gente. Tomara que reconstrua as partes quebradas do seu coração. Porque, aí então, eu dormirei tranquila ao saber, amor, que te entreguei em boas mãos.

Autor :
 Karine Rosa é jornalista, tem 22 sonhos e um punhado de anos no coração. É uma aspirante à escritora, e eterna crente nas pessoas e no mundo. Dessas pessoas - loucas - que acham que o amor resolve tudo. Tudo. E vocês sabem que não é a primeira vez que posto uma crônica dela aqui no blog.